A quadra natalícia é uma época festiva, associada a momentos de convívio, de partilha e geralmente de grande felicidade!

Esta quadra está normalmente associada à instalação de luzes festivas, ornamentos e árvores de Natal, o que contribui para o aumento da carga de incêndio das instalações, incrementando a probabilidade de ocorrer um incêndio e com uma rápida propagação.

De acordo com a legislação em vigor, “os elementos de decoração temporária, como por exemplo as plantas artificiais, árvores de Natal ou outros elementos sintéticos semelhantes, devem estar afastados de qualquer fonte de calor, a uma distância adequada à potência desta.”

Face ao exposto, a árvore de Natal e respetivas decorações não devem ser colocadas demasiado próximas de fontes de calor, como lareiras, salamandras, velas, radiadores ou aquecedores.

Devem ainda ser adotadas as seguintes regras de segurança:

  • As luzes de Natal, cabos e tomadas devem ser verificados cuidadosamente, assegurando que não existem fios descarnados;
  • As lâmpadas e as cablagens não devem encontrar-se danificadas;
  • Não devem ser realizadas emendas nas cablagens das iluminações de Natal;
  • Durante a instalação das luzes de Natal, assim como a substituição de lâmpadas danificadas, estas não devem estar ligadas à corrente;
  • As luzes de Natal devem ter marcação CE, atestando a qualidade do produto;
  • A voltagem das lâmpadas deve ser compatível com a voltagem instalada no edifício; 
  • As tomadas ou extensões elétricas não devem ser sobcarregadas com luzes de Natal e aparelhos de aquecimento (equipamentos com uma potência elevada);
  • Na utilização de luzes no exterior, estas devem ter grau de proteção (IP) adequado;  
  • As luzes decorativas devem ser desligadas quando sair do edifício, quando sair de casa ou quando se for deitar;
  • Nunca utilize luzes elétricas em árvores decorativas metálicas, uma vez que existe o risco de eletrização.

Mónica Milheiro, TSST

Diretora de Segurança no Trabalho, Ecosaúde